Quando ninguém te apoia


Muitas das vezes as pessoas mais próximas são as primeiras (conscientemente ou não) a não nos apoiar em decisões ou sonhos que queremos alcançar.


Todos nós temos sonhos, objectivos e até muitos de nós já conhece a sua missão e propósito de vida. (Se achas que não tens, está na hora de pensares melhor nisso)

Lembraste daquela decisão que tomaste muito importante e complicada até?
 Por exemplo de deixar os estudos, fazer X curso que te diziam não ter saída profissional, mudares de emprego, despedires-te, etc...

Pessoas à tua volta tentaram sabotar essa tua vontade?

Provavelmente sim e não é nada fácil seguir em frente com o que queremos para nós quando sentimos que ninguém nos apoia.

Começa a ser uma batalha interior onde colocamos tudo em causa quando nos dizem que estamos errados. 

"Tens a certeza disso?" , "Mas o que tens na cabeça?", "Estás doida?" , "Nem penses fazer isso" , "A fulana fez isso e deu-se mal" , "Pára imediatamente de ter ideias dessas" , entre tantas outras "dicas" pouco encorajadoras.


Mas desde que saibas onde estás e onde queres chegar, tudo se torna mais fácil.

Lembraste da história dos 3 porquinhos?
Existiam 3 casas, uma de palha porque o porquinho era mais preguiçoso, outra era de madeira e o porquinho responsável por ela achava ser a melhor opção a nível de resistência e na rapidez de execução e a outra era de tijolos pois o porquinho preferia brincar só depois de construir uma casa segura e contra todos os riscos.

Isto é o que acontece connosco, existem pessoas demasiado preguiçosas e que simplesmente "andam por aí sem rumo", acomodando-se na sua zona de conforto.

Outras pessoas vão agindo mas sempre com a falta de humildade e com a mente fechada visto não entenderem que ninguém sabe tudo, que todos podemos errar e que podemos a qualquer momento tomar más decisões.

Por fim, temos o exemplos das pessoas que sabem onde estão e essencialmente - de onde querem chegar.

E vocês têm que imaginar que estão dentro de uma casinha de tijolos, que nenhuma critica, pensamento negativo, opinião ou verdade de outra pessoa, terá que ser a vossa.

Muita gente poderá "soprar" e tentar deitar abaixo a "vossa casa de tijolos", mas cairão e  de nada adiantará, porque vocês estarão tão protegidos e convictos do que querem, que não vos chegará a afectar.

Só poderá chegar a ti o que realmente importa, o que te fará evoluir de alguma forma.

O que fazer quando a nossa família não nos apoia?
Essas pessoas que fazem muitas das vezes por amor, porque te querem manter seguro, sem correres riscos na tua vida. 
Ao entenderes isto, a tua "casa de tijolos" ficará ainda mais forte!
Por outro lado se não entenderes isto e começares a pensar coisas negativas como "a minha família não me apoia, não me ama"...é como se tivesses dentro de uma casinha de palha ou madeira, irás acabar por sofrer mais.

E quando não é a nossa família que não nos apoia mas sim amigos ou colegas por exemplo?
Todos sabemos que nem toda a gente que nos dá estas dicas negativas, nos quer ver bem. Nestes casos, o que as pessoas não querem é que atinjas o sucesso por isso significar que irás expor as fragilidades e fracassos dela.

Para finalizar:
Deves sempre tentar perceber com quem andas e quem te anda a influenciar positivamente, pois são essas pessoas que deves manter por perto.
Experimenta andar com pessoas que estão numa caminhada parecida à tua ou que já passaram até pelo mesmo que tu estás neste momento a passar. Isso certamente te inspirará e dará força para continuares o teu caminho da melhor forma!

4 comentários :

  1. Como compreendo tudo o que escreveste Joana!Bjs
    www.diariodeumamulhernegra.pt

    ResponderEliminar
  2. Tenho andado a adiar uma decisão muito importante na minha vida por medo de sair da minha zona de conforto. E agora que já a tomei e a encarei sozinha não consigo partilhá-la com a minha família receando a reação deles. Não consigo lidar com isto sozinha, acho que qualquer dia rebento com tanta pressão em cima de mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta, obrigada pelo teu comentário!
      Tomar decisões nem sempre é fácil porque acaba por ser sempre um sinal de que podemos sair da nossa zona de conforto, de que algo irá mudar e de que teremos que assumir essa responsabilidade. Como não conheço a tua situação, caso te sintas confortável a fazê-lo, envia-me um e-mail e terei todo o gosto em te ler! Beijinhos e força!

      Eliminar